Tag Archives: Florianópolis

Toada da bateira

Posted on 23. mar, 2017 by Fábio Bioca.

0

Em cada servidão pequeninha, nas casinhas dos açores,
dorme a falta de alguém, que estando longe hoje sofre
de dor de saudade da terra, da ilha, da brisa do mar
onde banhou suas queixas, seus sonhos, seus amores…
Há os que lembram de escadas, que inventam ruas nos morros
ou da Figueira frondosa, mãe-rainha sobre a praça.
Do dominó na Felipe, [...]

Continue Reading

Travessia

Posted on 13. fev, 2017 by Fábio Bioca.

0

Uma pequena reflexão sobre a pressa, a vida e a morte. Um tributo ao Mercado Público de Florianópolis que, tantas vezes, passa despercebido do olhar efêmero dos apressados.

Continue Reading

Bm7

Posted on 01. set, 2016 by Fábio Bioca.

0

Um passeio pela construção de um acorde, que cria o cenário para uma canção.

Continue Reading

Colateral

Posted on 20. jul, 2016 by Fábio Bioca.

0

O primeiro dia após o último. A cena crítica do desastre do dia anterior. O panorama do reinício.

Continue Reading

Ponto de fuga

Posted on 24. mai, 2016 by Fábio Bioca.

0

O resumo de uma saga. A catártica caminhada em busca do que está por vir.

Continue Reading

Recesso

Posted on 21. abr, 2016 by Fábio Bioca.

0

Dia de chuva, pra borboleta, é feriado.

Continue Reading

Insatisfatoriamente suficiente

Posted on 06. abr, 2016 by Fábio Bioca.

0

O espaço entre aquilo que projetamos e o ponto de onde partimos pode ter exatamente as coordenadas de onde nos encontramos.

Continue Reading

Mea culpa

Posted on 31. mar, 2016 by Fábio Bioca.

0

Uma confissão de falência após a fermentação da alma, nas caves obscuras do tempo.

Continue Reading

Eis a questão

Posted on 28. nov, 2015 by Fábio Bioca.

0

Um encontro com estas enigmáticas peças sob mais um poste, deram origem a uma questão sobre o que elas seriam ou teriam sido.

Continue Reading

Imponderável

Posted on 13. nov, 2015 by Fábio Bioca.

0

Uma viagem desafiando a impositiva gravidade. Uma visão da vida mais simples.

Continue Reading

Extravio

Posted on 20. out, 2015 by Fábio Bioca.

0

Uma breve brincadeira com os elementos da poesia para ambientar uma história de amor, devoção e perda.

Continue Reading

Namoradeira

Posted on 10. out, 2015 by Fábio Bioca.

0

Versos curtos, inspirados pela namoradeira na janela, em um casarão antigo, na Praça XV de Novembro, em Florianópolis.

Continue Reading

Cinzar

Posted on 28. set, 2015 by Fábio Bioca.

0

O intervalo, o desencontro, o momentâneo adeus e a repercussão nas percepções de quem se sente só.

Continue Reading

Breve

Posted on 25. set, 2015 by Fábio Bioca.

0

Um pequeno ensaio sobre o desencontro.

Continue Reading

Causa Mortis

Posted on 25. ago, 2015 by Fábio Bioca.

0

Um ensaio sobre a abstração da saudade e a sua angustiante inclinação para a separação definitiva.

Continue Reading

Triz

Posted on 13. jul, 2015 by Fábio Bioca.

0

A consciência limpa de quem amou sem reserva, sem desconhecer e respeitar os riscos, a dor e o abandono.

Continue Reading

Néctar

Posted on 16. jun, 2015 by Fábio Bioca.

0

Uma rápida ilustração da abdicação da própria natureza, motivada pelo confronto do prazer da companhia de quem se deseja com a brevidade do tempo a que se permite tal paixão.

Continue Reading

Surto

Posted on 23. abr, 2015 by Fábio Bioca.

0

A falta de fé torna o homem bruto. E a falta de fé em si mesmo leva-o a desistir da própria existência.
O protesto pela liberdade mais genuína também é “jogar-se ao lixo de um lugar qualquer” – parafraseando o grande poeta João Alexandre Silveira.

Continue Reading

“Poizé…”

Posted on 27. fev, 2015 by Fábio Bioca.

0

Uma homenagem ao “Seo Zé”, pai do meu irmão e amigo Joel Costa, que faleceu em fevereiro de 2015.

Continue Reading

Inexorável

Posted on 15. jan, 2015 by Fábio Bioca.

0

Considero que é impossível apagar o amor. Pode-se até interrompê-lo, mas sempre haverá amor àquilo que se amou. Ao que se viveu e compartilhou. Portanto, é uma constatação muito particular sobre a incapacidade de se desamar.

Continue Reading